WHAT'S NEW?
Loading...


Não esquecemos nosso projeto!



O tempo nos últimos meses ficou muito curto, mas em breve vamos retomar o projeto e continuar como nossas experiências no ensino de Arte.

Por sinal ultimamente o grande debate é em torno da questão do que é, e do que não é Arte. Além da “exposição” do corpo de um homem na frente de uma criança. Afinal de contas foi Arte ou não?

Tá ai um bom debate para se travar em sala de aula, resta saber se o professor vai ter coragem, concentração e domínio da questão da Arte pós moderna.

Além desse existe vários temas, que inclusive pode sair como tema de redação do ENEM ou nas questões relacionadas as Artes, fiquem espertos.  


Arte NA NETT


(TEXTO 01) As VANGUARDAS EUROPEIAS foram manifestações artístico-literárias surgidas na Europa, nas duas primeiras décadas do Século XX, e vieram provocar uma ruptura da arte moderna com a tradição cultural do século anterior. Todos pautavam-se no mesmo objetivo, que era o questionamento, a quebra dos padrões, o protesto contra a arte conservadora, a criação de novos padrões estéticos, que fossem mais coerentes com a realidade histórica e social do século que surgia.
Estas manifestações se destacaram por sua radicalidade, a qual proporcionou que influenciassem a arte em todo o mundo.

No Brasil não poderia ser diferente, uma vez que este era o exato momento da história em que as manifestações artísticas estavam crescendo em nosso país, e que a maioria dos artistas se espelhavam nas tendências europeias, fosse para imitar-lhes, fosse para combater-lhes.


As cinco correntes vanguardistas que mais influenciaram o fazer literário no Brasil foram:
Expressionismo, Cubismo, Futurismo, Dadaísmo e Surrealismo. 
As vanguardas europeias passaram pela Literatura Brasileira deixando sua contribuição, especialmente ao somarem com a Semana de Arte Moderna e o movimento modernista, pois juntos vieram romper com a antiga estética que até então reinava em nosso país.
Vejamos um pouco de cada uma delas:


(TEXTO 02) Cubismo: Teve maior representatividade entre os anos de 1907 e 1914, mais especificamente na pintura. Seu propósito era decompor, fragmentar as formas geométricas. Investia na subjetividade de interpretação das obras, afirmando que um mesmo objeto poderia ser visto de vários ângulos. Na literatura, caracteriza-se pela representação de uma realidade fragmentada, que é retratada por palavras dispostas simultaneamente, com o objetivo de formar uma imagem. Os principais artistas que representaram esta vanguarda foram: Pablo Picasso, Fernand Léger, André de Lothe, Juan Gris e Georges Braque, na pintura, e Apollinaire e Cendras na literatura.

Dadaísmo: Surgiu em 1916 em plena Primeira Guerra Mundial, a partir do encontro de alguns artistas refugiados que buscaram produzir algo que chocasse a burguesia. É mais um reflexo das emoções causadas pela Guerra, tais como revolta, agressividade e indignação. Na literatura, se caracteriza pela agressividade verbal, pela desordem nas palavras, a incoerência, a quebra da lógica e do racionalismo, e pelo abandono das regras formais do fazer poético: rima, ritmo, etc.

Expressionismo: Surgido em 1912, expressava a agitação e inquietação que buscava subverter a estética da época. Pela primeira vez apareceu na livraria de arte der Sturm, em Berlim, expressando, como o nome diz, a renovação cultural que já estava em curso na Alemanha e em toda a Europa. Não teve ideais claros e definidos, porém procurava transmitir ao mundo a situação do homem, com seus vícios e horrores.

Surrealismo: Esta vanguarda surgiu após a Primeira Guerra, na França, mais precisamente em 1924. Trouxe para a arte concepções freudianas, relacionadas à psicanálise. Segundo esta vanguarda, a arte deve surgir do inconsciente sem que haja interferências da razão. Trabalha frequentemente com elementos como a fantasia, o devaneio e a loucura.

Futurismo: Surgiu através do Manifesto Futurista, criado pelo italiano Tommaso Marinetti em 1909. Suas proposições eram negar o passado, o academicismo e trazer o interesse ideológico, a pesquisa, a experimentação, a técnica e a tecnologia para a arte. Marinetti pregava o desapego ao tradicionalismo, especialmente quanto à sintaxe da língua.


Como o título já falou, uma grande maioria de professores estão dando aulas sem ser formados na área. 



Percorremos várias cidades de Sergipe, estado que vivemos, e encontramos de tudo, professor de matemática, geografia e até física dando aula de Artes. Se ao menos o poder público bancasse uma especialização ou formação para esses professores. 

De acordo com pesquisa divulgada no Estadão, Mais da metade dos professores do País não possuem licenciatura para dar aulas nas disciplinas que lecionam nas últimas séries da educação básica. É o que mostra um levantamento da ONG Todos pela Educação para o Observatório do PNE (Plano Nacional da Educação), com dados do Censo Escolar de 2013. Nos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano), o índice chega a 67,5% e no ensino médio a 51,7%. 

Contudo esse caso é apenas mais um, diante da forma que o poder público trata a educação do Brasil, em outra disciplinas/matérias acontece o mesmo, professores formados em outras áreas bem distintas dando aula de outra, e assim "vai levando com a barriga", a Educação precisa ser levada como prioridade no Brasil, por isso e por outros motivos sofremos com a falta de interesse dos alunos por determinadas matérias, situação que se reflete nos números da Educação Brasileira.  

Não queremos aqui dizer, nem duvidar, da capacidade de terminado professor, apenas evidenciar um costume da educação Brasileira. 

E o seu professor realmente é formado em Artes? 
Conte um pouco de sua experiência.




Arte Na Nett - Por: Cleberton Batalha 


O que é Water Transfer Printing - WTP



Em nossas pesquisas diárias acabamos de conhecer uma técnica bastante diferenciada, é a técnica do Water Transfer Printing, que também é conhecido por Hydro Dipping.
O Water Transfer Printing é uma forma de Impressão Hidrográfica, uma Adesivagem Hidrográfica ou WTP.

Em seu termo especifico o WTP é o processo de texturização de objetos que utiliza um recipiente cheio de água, uma película com a imagem a ser transferida, uma base para fixação da tinta no objeto e um ativador. Ou melhor em uma linguagem bem mais simplificada é um processo de pintura na água.

https://go.hotmart.com/Y5260915E

Curso Completo de  Water Transfer Printing

 A verdade é que essa técnica é uma das tendências que mais cresce no Brasil e ajuda várias pessoas no processo de customização de carros, motos, bicicletas e de diversos outros objetos do dia-a-dia.  
Você pode ver vários vídeos no You Tube sobre o WTP.



Curso Completo de  Water Transfer Printing

Arte na Nett - Por Cleberton Batalha