WHAT'S NEW?
Loading...

Apesar do desenho dentro da história da arte ter desempenhado um papel muito importante, os conceitos de Arte sofreu várias transformações ao logo dos anos. 



O Artista precisa saber desenhar? 


Como todos sabemos o Desenho é um dos fatores principais na hora do Artista começar suas representações, porém, em um mundo pós-moderno onde o desenho perde seu encanto, ser um bom desenhista  é fator preponderante na hora de se tornar Artista? 

E se o artista não tiver essa habilidade do (desenho) como meio principal,  ou melhor,  não utilizar os meios tradicionais para elaborar suas Artes?  Entramos na problemática do CONCEITO,  atualmente o que define a vida de um Artista não  é simplesmente a habilidade do desenho, nem tão pouco uma determinada obra,  mas sim toda sua trajetória, ou seja, a poética é fundamental na concretização da vida Artística.  


Então chegamos a algumas "VERDADES" enquanto artista precisamos estarmos atendo a essa questão,  o Desenho não pode ser só um desenho,  a pintura simplesmente involuntária não se intitula Arte e etc.  

Meu papel aqui não é simplesmente esclarecer, mas, suscitar o debate, deixe seu comentário e vamos dialogar. 


Texto publicado em um grupo de Artistas. Não segue uma linguagem acadêmica, porem tento desmistifica um pouco sobre o tema. 

Por: Cleberton Batalha. 

Deixe seu comentário e sugestões, aceito parceiros que queiram falar sobre Arte ou apoiadores do projeto. 
O artista Eraldo Lima nasceu em 1950 no dia 15 de junho na cidade de Estância- Sergipe, no bairro de Santa Cruz. Filho de Edgar Barreto de Araújo e Erundina Lima de Araújo, como muitos daquela época, nasceu em casa, assistido pela parteira D. Maria de Kid.

Eraldo Lima


Já em sua formação escolar, foi alfabetizado pela Prof.ª Ana Mendonça. Posteriormente estudou o primário com a Prof.ª Sula Amado, na Escolinha Santo Antônio. Ainda cursou o ginasial na Escola Graccho Cardoso, porém só o finalizou na Escola Técnica do Comércio, formando-se como Técnico em Contabilidade. Em sua infância jogou futebol, na posição de goleiro, no Clube Santa Cruz. Também jogou futsal no time de Independente, nos torneios realizados na Escola Técnica do Comércio.

Em sua família, foi o único que se aplicou às artes plásticas. Atualmente é casado com Josefa Roberta dos Santos (Lagarto-SE) e tem três filhos: Juliana, Luciana e Jenner. 

Ainda na infância já demostrava bastante inclinação para o desenho fato este que leva o seu pai a ser seu primeiro incentivador. Um fato relevante foi a febre dos álbuns de figurinhas em Estância, que acabou sendo suas primeiras fontes de pesquisa e aperfeiçoamento de técnicas de retrato a lápis, se empenhando a desenhar os rostos dos astros de Hollywood. O Instituto Histórico Geográfico de Sergipe foi o primeiro espaço usado pelo artista para demostrar seus trabalhos artísticos.

Um fato que chama atenção na sua primeira exposição foi o uso de suportes alternativos, a exemplo de portas de geladeiras (chapas de compensado de 2,00m X 0,80m), o que atraiu a atenção na época. Ainda nessa época conheceu seu Artu, grande incentivador dos pintores jovens de Sergipe daquela época, sendo a primeira pessoa a adquirir os primeiros trabalhos de Eraldo Lima acrescentando-lhe vários elogios, destacando o colorido das pinturas do artista.

Após a primeira exposição, começa a usar Eucatex/Duratex* como suporte, sendo influenciado ao visitar uma exposição do artista Zé de Dome, na Movelaria Menezes em Estância, o mesmo usou este material como suporte. Depois de experimentar, gostou e até hoje faz seus trabalhos com este material. Infelizmente não teve a oportunidade de conhecer o artista Zé de Dome pessoalmente, apesar do mesmo ter retornado várias vezes a cidade de Estância.

Já em 1965 no período de férias escolares, os seus tios levaram-no a São Paulo, e acaba conhecendo o MASP, onde visita a Bienal Internacional de Arte de São Paulo, podendo se atualizar nas artes que eram desenvolvidas no Brasil.

Um fato recorrente na vida de Eraldo Lima é a diversificada forma de pesquisa que o mesmo procurava encontrar em tempos que escolas de artes eram escassas em Sergipe. Eraldo é eternamente agradecido ao Sr. Divaldo (diretor da Lira Carlos Gomes), pois sempre que precisou deste espaço para expor, ele o cedeu gentilmente.

Bairro Santa Cruz / Eraldo Lima


As mulheres lavando roupa, os tons diversificados e a gestualidade de suas obras acabam remetendo a um passado do povo estanciano, quando essa atividade era um processo natural entre as mulheres da cidade. 

Bahia / Eraldo Lima


Ao mesmo tempo que remete ao passado, as obras deste artista possui um certo tom de espiritualidade, uma procura espacial. De acordo com Betânia Vargas ceramista baiana/Profª UFBA as obras de Eraldo Lima reflete a uma procura espiritual do homem imensidão da natureza, ainda destaca os traços determinados de um pesquisador incansável.

Em suas telas podemos perceber uma certa ligação do homem com a natureza, o homem faz parte da natureza e vivem em uma mesma realidade. Atualmente o artista se dedica a pintura com temas predominantemente da cultura de Salvador, como o Pelourinho, as embarcações, baianas e as paisagens da cidade.

Festa em Salvador / Eraldo Lima



Por: Cleberton Batalha 


Não esquecemos nosso projeto!



O tempo nos últimos meses ficou muito curto, mas em breve vamos retomar o projeto e continuar como nossas experiências no ensino de Arte.

Por sinal ultimamente o grande debate é em torno da questão do que é, e do que não é Arte. Além da “exposição” do corpo de um homem na frente de uma criança. Afinal de contas foi Arte ou não?

Tá ai um bom debate para se travar em sala de aula, resta saber se o professor vai ter coragem, concentração e domínio da questão da Arte pós moderna.

Além desse existe vários temas, que inclusive pode sair como tema de redação do ENEM ou nas questões relacionadas as Artes, fiquem espertos.  


Arte NA NETT


(TEXTO 01) As VANGUARDAS EUROPEIAS foram manifestações artístico-literárias surgidas na Europa, nas duas primeiras décadas do Século XX, e vieram provocar uma ruptura da arte moderna com a tradição cultural do século anterior. Todos pautavam-se no mesmo objetivo, que era o questionamento, a quebra dos padrões, o protesto contra a arte conservadora, a criação de novos padrões estéticos, que fossem mais coerentes com a realidade histórica e social do século que surgia.
Estas manifestações se destacaram por sua radicalidade, a qual proporcionou que influenciassem a arte em todo o mundo.

No Brasil não poderia ser diferente, uma vez que este era o exato momento da história em que as manifestações artísticas estavam crescendo em nosso país, e que a maioria dos artistas se espelhavam nas tendências europeias, fosse para imitar-lhes, fosse para combater-lhes.


As cinco correntes vanguardistas que mais influenciaram o fazer literário no Brasil foram:
Expressionismo, Cubismo, Futurismo, Dadaísmo e Surrealismo. 
As vanguardas europeias passaram pela Literatura Brasileira deixando sua contribuição, especialmente ao somarem com a Semana de Arte Moderna e o movimento modernista, pois juntos vieram romper com a antiga estética que até então reinava em nosso país.
Vejamos um pouco de cada uma delas:


(TEXTO 02) Cubismo: Teve maior representatividade entre os anos de 1907 e 1914, mais especificamente na pintura. Seu propósito era decompor, fragmentar as formas geométricas. Investia na subjetividade de interpretação das obras, afirmando que um mesmo objeto poderia ser visto de vários ângulos. Na literatura, caracteriza-se pela representação de uma realidade fragmentada, que é retratada por palavras dispostas simultaneamente, com o objetivo de formar uma imagem. Os principais artistas que representaram esta vanguarda foram: Pablo Picasso, Fernand Léger, André de Lothe, Juan Gris e Georges Braque, na pintura, e Apollinaire e Cendras na literatura.

Dadaísmo: Surgiu em 1916 em plena Primeira Guerra Mundial, a partir do encontro de alguns artistas refugiados que buscaram produzir algo que chocasse a burguesia. É mais um reflexo das emoções causadas pela Guerra, tais como revolta, agressividade e indignação. Na literatura, se caracteriza pela agressividade verbal, pela desordem nas palavras, a incoerência, a quebra da lógica e do racionalismo, e pelo abandono das regras formais do fazer poético: rima, ritmo, etc.

Expressionismo: Surgido em 1912, expressava a agitação e inquietação que buscava subverter a estética da época. Pela primeira vez apareceu na livraria de arte der Sturm, em Berlim, expressando, como o nome diz, a renovação cultural que já estava em curso na Alemanha e em toda a Europa. Não teve ideais claros e definidos, porém procurava transmitir ao mundo a situação do homem, com seus vícios e horrores.

Surrealismo: Esta vanguarda surgiu após a Primeira Guerra, na França, mais precisamente em 1924. Trouxe para a arte concepções freudianas, relacionadas à psicanálise. Segundo esta vanguarda, a arte deve surgir do inconsciente sem que haja interferências da razão. Trabalha frequentemente com elementos como a fantasia, o devaneio e a loucura.

Futurismo: Surgiu através do Manifesto Futurista, criado pelo italiano Tommaso Marinetti em 1909. Suas proposições eram negar o passado, o academicismo e trazer o interesse ideológico, a pesquisa, a experimentação, a técnica e a tecnologia para a arte. Marinetti pregava o desapego ao tradicionalismo, especialmente quanto à sintaxe da língua.


O que é Water Transfer Printing - WTP



Em nossas pesquisas diárias acabamos de conhecer uma técnica bastante diferenciada, é a técnica do Water Transfer Printing, que também é conhecido por Hydro Dipping.
O Water Transfer Printing é uma forma de Impressão Hidrográfica, uma Adesivagem Hidrográfica ou WTP.

Em seu termo especifico o WTP é o processo de texturização de objetos que utiliza um recipiente cheio de água, uma película com a imagem a ser transferida, uma base para fixação da tinta no objeto e um ativador. Ou melhor em uma linguagem bem mais simplificada é um processo de pintura na água.

https://go.hotmart.com/Y5260915E

Curso Completo de  Water Transfer Printing

 A verdade é que essa técnica é uma das tendências que mais cresce no Brasil e ajuda várias pessoas no processo de customização de carros, motos, bicicletas e de diversos outros objetos do dia-a-dia.  
Você pode ver vários vídeos no You Tube sobre o WTP.



Curso Completo de  Water Transfer Printing

Arte na Nett - Por Cleberton Batalha